Quais os locais que recebem o pagamento do licenciamento do Detran MG?

Todo ano, os proprietários de veículos automotores devem fazer o licenciamento, que exige o pagamento de uma taxa específica. Mas, afinal, onde quitá-la? Aqui, indicamos os locais autorizados a receber o valor. Confira!

O que é e para que serve o licenciamento Detran MG?

Trata-se de um procedimento que tem como finalidade atestar a regularidade do veículo e emitir o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), que é um documento de porte obrigatório.

Como fazer o licenciamento Detran MG

O licenciamento Detran MG é um procedimento simples de ser feito, basta efetuar o pagamento da taxa. São disponibilizadas duas possibilidades de quitação:

fila pagar licenciamento mg

Diretamente em guichês de caixa ou terminais de autoatendimento de bancos

Neste caso, é só se dirigir a uma agência da rede de bancos credenciados ao recebimento do valor e efetuar o pagamento. Para isso, basta informar o Renavam (Registro Nacional de Veículo Automotor), dado que pode ser encontrado no canto superior do CRLV.

Por meio de guia de arrecadação

A guia de arrecadação equivale ao tradicional boleto. Nesta modalidade é preciso gerar o documento, o que pode ser feito online no site da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais, como indicado a seguir:

  • Acesse o site de geração da guia de arrecadação (clique aqui);
  • Informe o Renavam e ano de exercício do licenciamento;
  • Selecione a caixa de recaptcha, para validação do acesso;
  • Clique em “continuar”.

O documento pode ser pago na rede bancária, inclusive por serviços online como internet banking e aplicativos, basta utilizar o código de barras da guia de arrecadação.

Onde pagar o licenciamento Detran MG?

O pagamento do licenciamento deve ser realizado em um dos bancos credenciados e autorizados a receber a taxa. São várias alternativas, desde instituições financeiras públicas a privadas, como apontado abaixo:

  • Banco do Brasil e seu correspondente bancário Mais BB;
  • Banco Postal, pertencente aos Correios;
  • Itaú;
  • Bradesco;
  • Caixa Econômica Federal e seus correspondentes bancários (agências lotéricas);
  • Sicoob;
  • Banco Mercantil do Brasil;
  • Santander.

O pagamento pode ser feito tanto pessoalmente numa agência bancária como em caixas eletrônicos. Se preferir, também é possível utilizar os serviços de internet banking e aplicativo bancário.

Quando pagar o licenciamento Detran MG?

O licenciamento deve ser realizado dentro de um prazo específico estabelecido pelo Detran MG e Secretaria de Fazenda do Estado. De maneira geral, esse prazo termina no fim do primeiro trimestre do ano.

No entanto, como saber o calendário oficial de pagamento do licenciamento Detran MG? Essa informação pode ser obtida no site do órgão, na página de serviços inerentes ao licenciamento.

O que ocorre se não pagar o licenciamento?

Um dos grandes problemas do licenciamento é que seu pagamento cai justamente em um período de abundância de contas, como IPVA, matrícula escolar, compra de materiais escolares, entre outros.

Por isso, pode ser que não dê para quitar o licenciamento ou simplesmente o proprietário se esqueça dessa taxa. No entanto, isso é algo que deve ser evitado porque pode proporcionar problemas graves como:

Aumento da dívida de licenciamento

Poucos sabem, mas sobre o valor original do licenciamento há incidência de multa e juros no caso de pagamentos após o vencimento, o que pode aumentar expressivamente o valor a ser pago. Veja, abaixo, os valores cobrados para multa:

  • 0,15% até o trigésimo dia de dívida;
  • 9% do trigésimo ao sexagésimo dia de dívida;
  • 12% depois do sexagésimo dia de dívida.

Além da multa, há juros de mora que correspondem ao índice referencial SELIC, o Sistema Especial de Liquidação e Custódia, que é estabelecido todo mês pelo Banco Central do Brasil.

Multa, pontos na carteira e veículo apreendido

O não pagamento do licenciamento deixa o veículo em situação irregular e o CRLV sem validade. Dirigir um automóvel nessas circunstâncias é considerado uma infração gravíssima de trânsito.

Na prática, isso significa que o proprietário do veículo é multado no maior valor vigente se for flagrado conduzindo o automóvel. Além disso, acumula sete pontos na carteira de habilitação e pode ter seu carro apreendido.

Se houver a apreensão, deve-se pagar todos os débitos inerentes ao veículo para regularizar a situação, bem como taxas extras cobradas pelo Detran MG para liberação do automóvel, o que encarece ainda mais todo o processo.

Comente